Impressora Fiscal: tire aqui suas dúvidas! - Digi Office

Ter uma pequena empresa significa estar atento a todos os departamentos, planejar metas e objetivos para crescer, promover a divulgação do negócio e evitar perda de dinheiro, além de muitas outras atividades. Tudo isso sem se esquecer das questões legais. Uma aliada das pequenas empresas nesse ponto é a impressora fiscal.

Neste post você vai tirar suas dúvidas sobre o equipamento, saber o que é, como escolher e qual a diferença entre impressora fiscal e impressora não-fiscal térmica! Confira!

O que é impressora fiscal?

O Emissor de Cupom Fiscal (ECF), também conhecido como impressora fiscal, é obrigatório em estabelecimentos com faturamento superior a R$ 120 mil. Esse aparelho, homologado pela Receita Federal, é responsável por emitir documentos fiscais, gerar relatórios e calcular o imposto que será recolhido de cada item vendido.

A não emissão dos documentos fiscais e a falta de envio dos relatórios para o governo pode resultar em multas. Além disso, o uso de impressora fiscal também pode auxiliar nos controles financeiros e contábeis da empresa.

Impressora fiscal

O que é cupom fiscal?

O cupom fiscal é o documento emitido pela impressora fiscal que comprova a venda de mercadorias. Por meio dele são calculados os valores dos tributos e os empresários podem realizar controle financeiro das vendas.

Como escolher a impressora fiscal?

Já deu para perceber a importância da impressora fiscal, não é mesmo? Por isso, é fundamental que você conheça esse aparelho e saiba como escolher um para o seu negócio. Na hora da escolha, você deve considerar alguns fatores:

Saiba qual a necessidade do negócio

A primeira coisa a saber antes de escolher uma impressora fiscal é que existem vários modelos disponíveis, e um deles deve ser ideal para o seu negócio. Adotar um equipamento que não atenda às reais necessidades da empresa significa maiores custos.

Ter uma máquina com pouca memória ou pouca capacidade de papel pode resultar em troca de equipamento com mais frequência, por exemplo.

Tenha atenção aos detalhes

Na hora de escolher a impressora fiscal, é preciso se atentar para diversos fatores, como:

– Capacidade da memória;

– Quantidade de papel que pode armazenar;

– Velocidade de impressão.

Procure orientação técnica

São muitas as questões para decidir na hora de comprar uma impressora fiscal. Por isso, o melhor a se fazer é procurar orientação de profissionais para ajudar na escolha do equipamento ideal para sua empresa.

Qual a diferença entre impressora fiscal e impressora não-fiscal?

A impressora fiscal é usada para emitir cupons fiscais das vendas realizadas pela empresa destinadas ao consumidor final. A impressora não fiscal é utilizada para emitir cupons que não possuem natureza fiscal, como na emissão de comprovantes de compra para o consumidor, senhas de atendimento e tickets de estacionamento.

Neste post, você aprendeu o que é a impressora fiscal e qual a importância dela para a sua empresa. Viu que os cupons fiscais, emitidos pela impressora, possibilitam a regularização junto à Receita Federal e o controle financeiro do seu negócio.

Ainda tem dúvidas sobre impressora fiscal? Nós teremos o maior prazer em te ajudar! Entre em contato com um de nossos vendedores!

Leia também:

Por que devo contratar um software de gestão? Descubra aqui!

 

 


Fale conosco