Software de gestão traz resultados? Esclarecemos esse e mais 4 mitos - Digi Office

Conhecido como ERP (Enterprise Resource Planning), o software de gestão tem um objetivo muito claro para facilitar a vida do gestor: economizar tempo e recursos ao otimizar tarefas que demorariam muito ou consumiriam muitos recursos se fossem feitas manualmente pelo gestor.

Imagine sincronizar os dados de finanças, comercial, vendas, Tecnologia da Informação e divulgação de seu negócio? Se você optar por fazer tudo sozinho, provavelmente interromperá suas tarefas diárias para cuidar somente disso. Mas se sua empresa possui um ERP, os dados aparecem de forma integrada, facilitando a leitura e a tomada de decisão.

Porém, muita gente ainda acha que automatizar processos não traz resultados. No artigo de hoje vamos esclarecer de vez esse e outros 4 mitos comuns que rondam a cabeça dos empreendedores na hora de falar sobre software de gestão. Confira!

  1. Só funciona em grandes empresas

“Isso só serve para empresas grandes, com departamentos cheios de funcionários e que produzem um volume enorme de informação. No meu negócio, eu dou conta de tudo.” Essa é uma frase comum dita por pequenos empreendedores quando o assunto é ERP.

O dono de pequenos negócios realmente é capaz de dar conta de tudo, gerenciando planilhas e fazendo cálculos manualmente, mas isso tem dois problemas:

O primeiro é a perda de tempo: preencher planilhas uma a uma demanda tempo de concentração e foco que poderiam ser utilizados para outra atividade, como o planejamento do negócio e estratégias de divulgação.

O segundo é a possibilidade de erro: ao automatizar o processo de gestão, você evita algum erro de cálculo que poderia comprometer o restante do trabalho.

  1. O software de gestão é difícil de operar

Mais uma lenda. Com o passar do tempo os ERPs têm se tornado cada vez mais simples, com interfaces autoexplicativas e que induzem a utilização pelo gestor. Além disso, é bastante comum a contratação de softwares de gestão personalizados, que são integrados ao sistema da empresa e apresentam funcionalidades que se adéquam ao perfil do seu negócio.

  1. Implementação lenta

Antigamente era preciso uma equipe para implementar, manter e cuidar das ferramentas que auxiliavam a gestão nas empresas. Mas hoje em dia os ERPs estão cada vez mais simples, o que facilita a adaptação da equipe ao processo. É claro que para que tudo corra bem e no menor prazo possível é preciso do acompanhamento de um profissional capacitado e bom treinamento para a equipe.

  1. Software de gestão custa caro

Existem soluções para diferentes perfis de empresas. Esse mito vem do passado, quando a implementação de um ERP dependia da aquisição de servidores físicos, criação de um setor, contratação de uma equipe de Tecnologia da Informação para atuar dentro da sua empresa, horas de capacitação de funcionários e colaboradores.

Como dissemos no tópico anterior, hoje essa realidade é completamente diferente.

  1. O sistema não traz resultados

Nenhuma mudança por si só traz resultados. Adotar um ERP na sua empresa é essencial para automatizar processos burocráticos, otimizar tempo gasto em tarefas administrativas, controlar melhor o fluxo de informações geradas e ajudar o gestor a tomar as melhores decisões para a empresa com base em métricas e resultados.

Para que esse processo seja adaptado à realidade de cada empresa é fundamental ter uma equipe envolvida, que participe do processo de implantação e que passe por um bom processo de capacitação.

O que achou do texto? Quer conhecer mais sobre software de gestão e por que contratá-lo é importante?

Conhece nosso software para restaurante?

Leia também:

Software de gestão: Porque devo contratar

Baixe grátis O Guia Definitivo Software de Gestão

 


Fale conosco